1. O plano territorial: Da Holanda aos Países Baixos.


Falar dos Países Baixos é falar de ordenamento territorial. Até a recente mudança de nome oficial tem a ver com isso. Anteriormente (e ainda hoje), conhecida como Holanda, a este país não lhe importou gastar dinheiro para mudar o seu nome e a sua marca, porque eles estão convencidos de que vale a pena. Mas porque?

H√° uma raz√£o fundamental para comentarmos no final deste artigo. Mas primeiro voc√™ precisa saber duas cousas. A primeira √© que a Holanda √© uma regi√£o hist√≥rica situada nos Paises Baixos e √© dividida em duas prov√≠ncias: Holanda do Norte (Noord-Holland) e Holanda do Sul (Zuid-Holland). Existem duas das cidades mais importantes da Holanda, Amsterd√£, no norte da Holanda, e Roterd√£, no sul da Holanda. Como voc√™ fica? Um pouco confuso, talvez? Voc√™ chamou a um pa√≠s toda a sua vida polo nome de uma das 12 regi√Ķes que o comp√Ķem...

A segunda cousa que você deve saber é que Paises Baixos (Neder-landen), deve o seu nome a que um quarto de seu território está abaixo do nível do mar. Esse é o fator geográfico mais característico, essencial para entender seu território, a sua sociedade, a sua economia e também a marca de sua nova denominação.

Enquanto em outros pa√≠ses e regi√Ķes, estar √† beira-mar deu-lhes uma vantagem clim√°tica e tamb√©m econ√īmica, ao longo da hist√≥ria, os habitantes da Holanda tiveram que desafiar o mar para evitar inunda√ß√Ķes das suas terras e cidades. Para fazer isso, diques de conten√ß√£o (dams) foram constru√≠dos na foz de rios e moinhos para superar as augas e drenar a terra. Mas isso n√£o foi suficiente, apesar dos diques, houve v√°rias cat√°strofes naturais causadas por inunda√ß√Ķes, a mais recente foi em 1953, onde morreram mais de 1.800 pessoas.

Então... com o tempo, os neerlandeses adotaram o famoso ditado "se você não pode derrotar o inimigo, junte-se a ele". Eles deixaram de construir diques muito altos que não cumpriam bem a sua função se ocorressem tempos de crescimento do nível do mar e que também não beneficiavam o aspecto paisagístico do país. Então eles deixaram o mar entrar. Dessa forma, cidades e vilas de todo o país estavam cheias de canais enquanto ganhavam terreno através de polders. A auga é hoje o grande amigo dos Paises Baixos.

Netherlands
Paisagem típica da Holanda: polder com casa de fazenda, estrada, canal e moinho.


2. Ganhar-lhe terreno ao mar: o planeamento dos polders.


Mas o que s√£o os polders? S√£o extens√Ķes de terra recuperadas do mar. Atrav√©s da constru√ß√£o de diques de conten√ß√£o, a auga do mar √© impedida de entrar ou a dos rios √© desviada canalizando-a. E atrav√©s dos muitos moinhos que s√£o vistos em todo este territ√≥rio, o n√≠vel da auga no mar aumenta ou diminui conforme o fluxo de √°gua varia.

Os polders existem desde o s√©culo XII no centro e no sul do pa√≠s, mas os maiores s√£o constru√≠dos recentemente e est√£o localizados no norte. E que diferen√ßa existe entre eles? Bem, nos mais antigos h√° cidades constru√≠das, como Amsterd√£, e os atuais s√£o reservados apenas para √°reas de cultivo e edif√≠cios relacionados. Este √© um exemplo claro de planeamento territorial na Holanda, uma vez que, em caso de inunda√ß√Ķes, as zonas de inunda√ß√£o n√£o afetam tanto as cidades e, al√©m disso, muitas terras podem ser desapropriadas pelo Estado, se for necess√°rio. (Voc√™ nunca sabe, com essa mudan√ßa clim√°tica...)

O planeamento desempenha um papel importante neste territ√≥rio devido √† necessidade e experi√™ncia de eventos hist√≥ricos, e tamb√©m o estudo das mudan√ßas clim√°ticas √© essencial. Se atualmente devido ao aumento do aquecimento global, o derretimento dos polos e os glaciares aumenta o n√≠vel do mar, os Paises Baixos devem estar muito alerta para poss√≠veis problemas. √Č tamb√©m por isso que as cidades s√£o estudadas e planeadas de acordo. Um √≥timo exemplo disso √© a cidade de Roterd√£, que possui parques, pra√ßas e garagens que podem ser inundadas em caso de trag√©dia sem afetar casas ou rotas de comunica√ß√£o. Simplesmente admir√°vel.

Netherlands - Polders

Território que está abaixo do nível do mar e que inundaria em caso de crescida.




As cidades dos Paises Baixos são famosas pelas suas bicicletas e barcos domésticos, existentes em todo o país. Seus cidadãos aproveitam um território plano, quase não há montanhas e é sulcado por canais nas cidades e no meio rural. Quanto às áreas rurais, os holandeses se acostumaram e receberam bem o fator água em suas vidas. Os canais são meios de transporte e também áreas de lazer.

A agricultura √© uma das mais exportadoras do mundo, pois √© altamente modernizada e baseada em dois pilares: pesquisa e tecnologia. A universidade desempenha um papel fundamental na import√Ęncia que este pa√≠s atribui √† agricultura, uma vez que est√° ligada √†s empresas agr√°rias, n√£o apenas oferecendo educa√ß√£o de alta qualidade aos futuros agricultores, mas tamb√©m est√°gios para seus alunos, altamente preparados. 

Mas √© tamb√©m que existe uma rede de empresas que fabricam todos os tipos de produtos inovadores e tecnol√≥gicos para empresas e trabalhadores desse setor. Estamos falando de m√°quinas agr√≠colas, sistemas de irriga√ß√£o, estufas ... existem at√© projetos agr√≠colas flutuantes! √Č uma √°rea conhecida como Food Valley

Dessa forma, Países Baixos não exporta unicamente produtos agrícolas, como leite e derivados (os seus famosos queijos). Eles também exportam toda essa maquinaria e tecnologia para outros países ao redor do mundo.
E n√£o devemos esquecer os impressionantes campos de tulipas coloridas que adornam a superf√≠cie do pa√≠s. Os neerlandeses conseguiram se especializar e ser l√≠deres em um mercado diferente. Eles s√£o os maiores exportadores de flores e plantas e exportam 88% das tulipas do mundo. Essa peculiaridade n√£o apenas faz da tulipa uma marca tur√≠stica dos Pa√≠ses Baixos, mas uma ind√ļstria √© gerada em torno dela novamente, com base na pesquisa e desenvolvimento de novas esp√©cies de flores e plantas.


Tulipanes Holanda
Campo de tulipas (Holanda)


3. La Geografía del Randstad.


O Randstad (de rand = "bordo" e stad = "cidade") é o principal cinturão urbano dos Países Baixos. Consiste nas áreas metropolitanas de Amsterdã e Roterdã (alas norte e sul, respectivamente), na cidade de Haia, a oeste, e na cidade de Utrecht, a leste. Entre eles, e seguindo esse cinturão circular, um continuo urbano cresce através de outras pequenas cidades próximas umas das outras que atuam em grande parte como cidades-dormitório. E no centro desse cinturão, existe um espaço chamado "Coração Verde", mais despovoado e rural.

As quatro principais cidades do Randstad s√£o os centros econ√īmico, cultural, administrativo e industrial do pa√≠s. E atrav√©s do Vale do Reno, eles est√£o conectados ao resto das cidades da chamada Blue Banana, a grande aglomera√ß√£o urbana, industrial e econ√īmica que continua pela Alemanha e chega ao norte da It√°lia.

Por√©m, o crescimento dessas grandes cidades cria um conflito territorial no Randstad, j√° causando press√£o sobre as outras cidades intermedi√°rias que, pelo contr√°rio, n√£o querem ficar superlotadas e querem permanecer independentes, ou seja, n√£o devem ser absorvidas e, portanto, manter a sua qualidade de vida. Al√©m disso, a √°rea do Cora√ß√£o Verde, na qual √© dif√≠cil construir devido ao seu solo inest√°vel, nos √ļltimos anos sua atividade agr√≠cola aumentou, e j√° n√£o √© um espa√ßo meramente natural.

A capital √© Amsterd√£, onde est√° aeroporto de Schiphol, o principal do pa√≠s, e √© uma cidade principalmente tur√≠stica. √Č a cidade mais habitada e tamb√©m possui um porto importante.

A segunda cidade mais populosa do país é Roterdã. Seu porto é um dos principais portos da Europa, uma antiga cidade industrial e atualmente moderna e inovadora. .

E a terceira maior cidade √© Haia. Esta cidade est√° localizada na parte centro-oeste do pa√≠s, a meio caminho entre Amsterd√£ e Roterd√£, e sua fun√ß√£o √© principalmente administrativa. Aqui, por exemplo, √© uma das v√°rias sedes que a ONU possui no mundo. √Č tamb√©m a sede do governo e da monarquia holandesa, embora n√£o seja a capital.

Al√©m dessas quatro cidades, Ransdtad √© composta por 116 cidades pequenas, formando uma regi√£o metropolitana que abrange uma √°rea de 5129 km², com uma popula√ß√£o total de 6,5 milh√Ķes de habitantes e uma densidade populacional de 1.277 habitantes. / km².


Rotterdam
Roterd√£


4. A estrat√©gia de marketing territorial. 


Mas voltamos a Amsterdã para explicar outra razão que foi mencionada no início deste artigo para a mudança de nome do país. Até hoje, a "Holanda" era conhecida como o país da prostituição e do canábis, e é por isso que decidiu mudar sua imagem começando com o nome. Além disso, há também uma estratégia de marketing territorial para evitar o turismo de massas, que é um dos grandes problemas de hoje.

A partir de 2020, a Holanda quer deixar de se promover em outros continentes como a √Āsia, de onde chegam cada vez mais turistas, al√©m daqueles que v√™m de todo o mundo, especialmente para visitar Amsterd√£. Essa superlota√ß√£o tur√≠stica √†s vezes causa problemas de ru√≠do, sujeira e aglomera√ß√Ķes que afetam significativamente a qualidade de vida de seus habitantes. 

Dessa forma, busca promover um turismo mais sustent√°vel e local, que n√£o se concentre apenas no turismo de lazer em Amsterd√£. Uma das op√ß√Ķes interessantes que est√£o crescendo √© o ciclismo e o turismo fluvial, como andar de bicicleta, andar de caiaque ou cruzar a extensa rede de canais e rios naveg√°veis ​​que o pa√≠s possui.

Mas... eles conseguir√£o tudo isso? Minha aposta √© que sim, pois, diferentemente de outros pa√≠ses, aqui n√£o existe uma depend√™ncia excessiva do setor do turismo e ... tamb√©m n√£o √© necess√°rio. Porque ... curiosamente, uma empresa l√≠der neste setor, tamb√©m o √© a n√≠vel mundial gra√ßas as novas tecnologias. Esta empresa √© holandesa e est√° sediada em Amsterd√£. Sim, estamos a falar de Booking

E, acima de tudo, porque a Holanda é um exemplo de experiência e boas práticas em planeamento territorial.


Amsterdam Netherlands
Amsterd√£





5. Un pequeno país, que foi um grande império.


Quando os romanos chegaram √† Holanda, essas terras eram habitadas por v√°rios povos celtas e germ√Ęnicos. Entre eles os fr√≠sios, de origem germ√Ęnica, que se estabeleceram ao longo de toda a costa norte. Hoje, parte desse territ√≥rio √© a regi√£o de Fr√≠sia, que goza de maior autonomia dentro do pa√≠s e que possui sua pr√≥pria l√≠ngua, o fr√≠sio.

Ao sul do rio Reno, os romanos estabeleceram-se, fundando cidades como Utrecht. Posteriormente, com as migra√ß√Ķes dos povos germ√Ęnicos e o gradual desmantelamento do Imp√©rio Romano, os sax√Ķes chegaram do leste e os francos do sul, juntando-se aos fr√≠sios nas tr√™s principais cidades que habitavam essas terras no in√≠cio da Idade M√©dia.

E é que na Holanda três idiomas são falados atualmente. Além do neerlandês (com seus diferentes dialetos em todo o país, incluindo holandês) e do frísio na Frísia, o baixo saxão (um dialeto do alemão) é falado no nordeste.

Por muitos anos, esse território esteve sob o domínio do Império Carolíngio primeiro e depois do Sacro Império Romano. Por esse motivo, a população que vivia no que é hoje a Holanda, a Bélgica e o Luxemburgo não tinha nacionalidade própria, identificava-se com sua cidade ou município dentro do Império.

Por√©m, movimentos nacionalistas come√ßaram a surgir em um contexto de influ√™ncias de grandes na√ß√Ķes que se estavam a moldar como a Fran√ßa, para o sul e a Alemanha para o leste. E, acima de tudo, da forma√ß√£o da Holanda espanhola por Carlos V, natural da cidade belga de Ghent, e herdeiro duma parte do Imp√©rio. Assim, os territ√≥rios da Holanda, B√©lgica e Luxemburgo formariam seu pr√≥prio estado pertencente √† coroa espanhola e afastando-se das influ√™ncias francesas e alem√£s.
   
No entanto, com o reinado de Felipe II, rei da Espanha, que n√£o nascera neste territ√≥rio, as diferen√ßas culturais diminu√≠ram gradualmente. Al√©m disso, os movimentos protestantes calvinistas triunfaram na parte norte, enquanto a parte sul permaneceu cat√≥lica. Assim, ap√≥s a guerra de 80 anos, a parte norte, autogerenciada, acabou se tornando independente e formando a Rep√ļblica dos 7 Pa√≠ses Baixos, tamb√©m conhecida como Prov√≠ncias Unidas. A parte sul, B√©lgica e Luxemburgo, permaneceu fiel √† coroa espanhola.

Ap√≥s sua independ√™ncia, as sete prov√≠ncias que compunham a Holanda tornaram-se povos navegantes, cart√≥grafos, comerciantes e colonizadores. Eles estabeleceram assentamentos costeiros na Am√©rica do Norte, Am√©rica do Sul, √Āfrica do Sul (onde se fala hoje o afric√Ęner, uma mistura de dialetos holand√™s e africano) e as √ćndias Orientais (o que √© hoje a Indon√©sia). Al√©m disso, a Nova Zel√Ęndia recebeu o nome de uma das regi√Ķes dos Pa√≠ses Baixos e a Austr√°lia foi nomeada Nova Holanda polos cart√≥grafos dessa regi√£o.

Uma dessas posses√Ķes na Am√©rica do Norte era a ilha de Manhattan ... sim, a mesma que hoje est√° no cora√ß√£o da cidade de Nova York! Exatamente, os holandeses fundaram Nova York, mas chamaram-a Nova Amsterd√£, como a capital de sua col√īnia chamada Nieuw Nederland (Nova Holanda). Um detalhe curioso √© que os holandeses compraram a ilha de Manhattan √† popula√ß√£o ind√≠gena de Lenape por um pre√ßo modesto de 24 d√≥lares ... Mais tarde, passaria para as m√£os dos ingleses.


Imperio neerlandés
Dom√≠nios do Imp√©rio Neerland√©s 
   

A hist√≥ria da Holanda estava cheia de tempos de conflitos, com disputas internas e externas. Os holandeses tiveram disputas de guerra sobre suas col√īnias, especialmente com Portugal e Inglaterra e com a Fran√ßa na √©poca de Napole√£o. Al√©m disso, muitas de suas cidades foram completamente arrasadas pelos alem√£es durante a Segunda Guerra Mundial. Roterd√£, por exemplo, teve que ser reconstruida quase do zero.

Mas, apesar de todos os obst√°culos hist√≥ricos e geogr√°ficos deste pequeno territ√≥rio, hoje √© um pa√≠s independente que est√° √† altura, como no passado, dos grandes estados. Algo que demonstraram tamb√©m no futebol... a famosa "laranja mec√Ęnica" quase venceu dois campeonatos mundiais, e hoje contam com jogadores de pa√≠ses como Suriname ou Antilhas Holandesas, que faziam parte desse t√£o importante imp√©rio.


Clique na caixa no canto superior esquerdo do mapa para escolher as capas que deseje ver.